Meu Recanto de Versos e Prosas...

Um Lugar Calmo e Aprazível Onde Você se Diverte, Reencontra e/ou Revive Suas Mais Infinitas Emoções!

Textos

VIDA DE PROFESSOR (II)
 
Em meio a uma aula de ciências, do ensino fundamental I, Joãozinho perguntou à professora:

- Tia, o que sara, cura?

A professora, fingindo não ter escutado a pergunta de seu aluno mais traquinas, deu sequência à aula.

Minutos depois, Joãozinho decide fazer mais pergunta:

- Tia, e a saracura? Ela sara ou cura?

A professora respira fundo, interrompe a aula, e decide responder:

- Joaozinho, ela nem sara, nem cura. Ela é a denominação de diversos frangos d’água que habitam pântanos e margens alagadiças de rios e lagos e é uma ave que se alimenta de insetos, moluscos e peixes, além de raízes e brotos de plantas aquáticas.

Tia, veja se eu entendi direito:

- Se ela nem sara e nem cura, eu acho que, pelo menos, ela serve para matar a fome do homem do campo – disse sorrindo.

A professora deu uma olhadela no relógio e viu que era chegado o momento do intervalo e encerrou aquela sua segunda aula.

No caminho que dava acesso ao refeitório ela perguntou ao Joãozinho o porquê de ele se interessar tanto por saracura e ele de forma desdenhosa respondeu:

- Tia, nem eu mesmo sei... se ela nem sara e nem cura.
Germano Correia da Silva
Enviado por Germano Correia da Silva em 22/11/2017
Alterado em 22/11/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras