Meu Recanto de Versos e Prosas...

Um Lugar Calmo e Aprazível Onde Você se Diverte, Reencontra e/ou Revive Suas Mais Infinitas Emoções!

Textos

O DESTINO DAS MALAS...

Como de costume, um desses cidadãos que se preocupa com o modo de viver das pessoas de sua comunidade foi visitar seu melhor amigo e, em chegando lá, nessa sua última visita que fez, ficou muito preocupado com o que viu.

Disse que foi triste contemplar o semblante de um cidadão de comportamento familiar exemplar, que sempre trilhou pelos caminhos dos bons costumes, sentado naquela cadeira de balanço, sem nada para fazer, a não ser vigiar aquelas malas cheias de dinheiro que pediram para ele guardar em seus aposentos.

Segundo seu modo filantrópico de ver a vida, disse que não seria justo ver um camarada seu naquele estado de tensão a que ele estava sendo submetido e ficar ali, inerte, sem fazer algo de bom por ele.

- Não sei mais o que fazer com essas malas, vou entrar em contato com meu camarada para ele dar um fim em tudo isso – disse o confrade anfitrião.

O confrade visitante, agora ainda mais preocupado com aquela situação desesperadora do seu parceiro de partido, de repente apareceu e se propôs a ajudar seu parceiro de luta... Ato contínuo, tratou de acolher as malas em seu carro conversível e saiu depressa, sem dizer para onde iria.
 
Germano Correia da Silva
Enviado por Germano Correia da Silva em 19/10/2017
Alterado em 15/12/2017


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras