Meu Recanto de Versos e Prosas...

Um Lugar Calmo e Aprazível Onde Você se Diverte, Reencontra e/ou Revive Suas Mais Infinitas Emoções!

Textos

DESCONTRAÍDOS
 
Em pleno domingo de sol, à tardezinha, três camponeses se reuniram para tomar um trago no barzinho da comunidade onde moravam.
Naquele momento de rara descontração, eles matavam o tempo jogando conversa fora; o mais sóbrio entre eles, para dar sequência àquela conversa, resolveu fazer uma pergunta meio sem nexo, sobretudo para quem já fazia uso daquela bebida de forma rotineira:
- O que vocês acharam do sabor dessa cachaça que estamos bebendo há mais de uma hora?
O menos sóbrio entre eles respondeu que ela era sem sabor, igualmente a água.
O terceiro, que até então permanecia calado e tinha acabado de engolir quase meio copo da “marvada”, esbugalhou os olhos e disparou:
- Concordo, parcialmente, com sua resposta, compadre. Realmente, ela tem o sabor de água... ardente, nada além disso. – E, em seguida, os três riram, desordenadamente, de tão bêbados que já estavam àquela altura dos acontecimentos.
Germano Correia da Silva
Enviado por Germano Correia da Silva em 20/05/2020
Alterado em 21/05/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras